Contabilidade Consultiva

8 erros mais comuns no marketing pessoal para contadores

03 nov

Marketing Pessoal para contadores é uma estratégia focada em promover a imagem e o nome desses profissionais. Seu objetivo é fortalecer a reputação do contador e torná-lo autoridade ou referência em seu segmento de atuação. Em outras palavras, ele se torna um influenciador de outras pessoas. 

Estratégias de marketing digital para você aplicar em seu escritório contábil

Neste kit, você encontrará métodos que te ajudarão a vender seus serviços contábeis. Desde o Marketing Digital (emails e redes sociais) até métodos de proposta!

Este tipo de marketing se aplica ao profissional autônomo e empregado, mas também ao dono de escritório de contabilidade. Em qualquer contexto, o marketing pessoal para contadores explora os pontos fortes desses profissionais.

No entanto, é preciso ter muito cuidado ao realizá-lo, porque há muitas chances de se cometer erros. Ao explorar habilidades, experiências, e networking, o profissional pode colocar tudo a perder.

Por isso, apontamos aqui 8 principais erros no marketing pessoal para contadores que você deve evitar.

A importância do marketing pessoal para contadores

O marketing pessoal para contadores ainda não é uma prática comum no mercado, apesar de ter fundamental importância na carreira do profissional. 

Vamos pensar no mercado contábil. Milhares de contadores, empresários ou profissionais autônomos, atuam em inúmeros segmentos. Dentro de um mesmo nicho e localização,  a competitividade ainda permanece enorme. Como se diferenciar da concorrência para ter um negócio de sucesso? O marketing contábil vem sendo utilizado por muitos profissionais, com estratégias semelhantes. 

E o que acontece na hora de o cliente escolher seu contador? Dois escritórios com bons profissionais e reputação estão em pé de igualdade, certo? É nessa hora que o marketing pessoal para contadores fará a diferença, porque o profissional trabalha sua imagem e sua autoridade. Sem duvidas, aumenta sua capacidade de captar novos clientes.

Então, podemos dizer que o marketing pessoal para contadores é a comunicação do poder pessoal, e daí sua importância. Apontamos a seguir três grandes benefícios deste tipo de marketing:

  • Conseguir atenção do público-alvo: assim como a maioria dos empregadores confere as redes sociais de um candidato à vaga de emprego, os clientes também buscam saber quem é aquele profissional que está pensando em contratar.
  • Mostrar suas competências: um bom marketing pessoal para contadores é um meio de demonstrar capacidades e competências, seja por portfólio no site ou nas redes sociais. 
  • Conquistar a confiança de clientes: ao construir e reforçar a reputação do profissional, o marketing pessoal contribui diretamente para uma relação de confiança com o cliente.

Erros mais comuns no marketing pessoal para contadores

Erros mais comuns no marketing pessoal para contadores

Você conhece as regras básicas de ética profissional. Afinal, os contadores e muitas outras classes possuem códigos de ética próprios. Mas quando falamos em marketing pessoal para contadores, a abordagem é mais social. Ou seja, são regras de etiqueta sociais. 

Por isso mesmo, é muito comum vermos erros quanto à imagem, comportamento e postura profissional que não dizem respeito unicamente ao âmbito ético. Para evitar que você cometa algum erro, listamos abaixo os erros mais comuns no marketing pessoal para contadores.

1. Comportar-se inadequadamente em eventos sociais profissionais

Festas de fim de ano, comemorações junto à equipe para celebrar as metas atingidas, eventos contábeis. As confraternizações são ótimas oportunidades para estreitar laços e descontrair. No entanto, são também o momento em que muitos contadores exageram no comportamento. 

Normalmente, a exposição negativa e o exagero aparecem após alguns copos de bebida alcóolica. E a mistura de trabalho e bebida pode ser explosiva para o marketing pessoal para contadores. Afinal, em todos os eventos sociais profissionais, colegas de trabalho, concorrentes e outros profissionais do setor, bem como clientes estão presentes. “Passar vergonha” na frente deles é uma péssima ideia.

Nos casos dos eventos específicos da área contábil, o profissional que exagera perde a oportunidade de trocar experiências com outros profissionais e conhecer pessoas relevantes para a sua carreira. Deixa, assim, de praticar o marketing pessoal para contadores.

Por isso, qualquer que seja o evento social profissional, busque o equilíbrio. Beba moderadamente (intercale com água e comida, é ótimo!), não exalte sua voz e aproveito o momento para trocar contatos e mostrar seus aspectos positivos.

2. Não cumprimentar a todos ou cumprimentar sem firmeza

Você já teve a experiência de se sentir estranho ou frustrado ao ser apresentado a alguém por causa de um aperto de mão frouxo? Se ainda não teve, terá. Um cumprimento assim ou que toca apenas a ponta dos dedos demonstra muita insegurança. E esse é um dos erros comuns no marketing pessoal para contadores, principalmente para os tímidos e introvertidos.

Por isso, quando for apresentado a alguém, demonstre presença e transmita autoconfiança com um cumprimento firme. Ao chegar na empresa ou no seu escritório, seja cordial e educado, desejando bom dia a todos, sem exceção. Olhe nos olhos das pessoas. Isso demonstra segurança, atenção e disponibilidade.

3. Falar mal de colegas da profissão e de empresas em que trabalhou

A receita para o insucesso em qualquer profissão é ser um profissional antiético. Quando o assunto é erros do marketing pessoal para contadores, esse é um dos mais graves. A falta de ética pode ocorrer de diversas maneiras. Uma delas é falar mal de um colega de profissão ou de um local onde trabalhou, o que é muito mal visto no mercado.

Em primeiro lugar, essa informação não acrescenta nada para ninguém. A empresa pode realmente não ser um local interessante para trabalhar, ou seu colega pode apresentar uma atuação fraca na Contabilidade. Mas nada disso interessa.

Por isso, sempre que você vir uma roda de conversa apenas falando mal, fuja! Não entre na onda apenas para participar da colega, ainda que concorde com o que está sendo dito. Não é profissional, nem elegante fazer isso. 

4. Ultrapassar os limites da descontração

Qualquer ambiente de trabalho descontraído tende ter um impacto positivo nas pessoas. Elas se sentem mais motivadas, porque a leveza e o bom humor ajudam a ter um bom clima organizacional. No entanto, existem limites aceitáveis para ser uma pessoa descontraída no local de trabalho. O exagero é, inclusive, um dos erros do marketing pessoal para contadores.

Você pode mostrar bom humor, ser fiel ao seu jeito brincalhão, mas deve ser observador. Nem todo mundo gosta de certas brincadeiras. Se você insistir, pode se tornar alguém inconveniente, o que certamente jogará contra sua imagem e reputação. 

No mesmo sentido, você pode sorrir, achar algo engraçado, mas não precisa ser a pessoa que exagera nas gargalhadas. Esse excesso pode ser encarado como falta de seriedade, o que atrapalha sua imagem profissional.

Ah, o outro extremo também é péssimo. O mau humor também pode jogar contra você, porque é bem capaz de originar respostas ríspidas ou frias. 

Por tudo isso, busque sempre o equilíbrio. Fique à vontade para ser quem você é, mas se lembre de que você está no ambiente de trabalho.

5. Não cuidar da imagem

Sua imagem está diretamente ligada à sua credibilidade e à autoridade. O primeiro contato com o cliente ou com um potencial parceiro, sem dúvidas, dirá muito sobre você. 

Por mais que critiquemos nossa vida em uma sociedade que preza mais pela aparência do que pela competência, é preciso jogar o jogo. Ou você prefere ficar no banco de reservas, defendendo de forma ferrenha sua opinião de que a aparência não é importante? Não cuidar da imagem, na verdade, seria um grande erro do marketing pessoal para contadores.

A forma como você se veste será avaliada por terceiros. Se você opta por encontrar um cliente de chinelo, short e blusa, ou com muita maquiagem e acessórios, por dar um tiro no pé. Se o cliente for empresário de um negócio formal, a situação fica ainda pior, porque ele espera que todos os seus stakeholders sejam coerentes com sua proposta de negócio.

O que você veste fala não só sobre você, mas como você está encarando determinada situação. O impacto visual é instantâneo e sempre será julgado. Por este motivo, é fundamental que você tenha bastante cuidado com sua imagem. Por meio dela, é possível ser fiel ao que você acredita, demonstrando personalidade, mas com coerência.

A formalidade pode ser exigida em muitos locais, não se esqueça disso. E você é seu próprio branding, é quem cria a reputação e a credibilidade em torno da imagem perante seus stakeholders. 

6. Não ter iniciativa

Você é o tipo de profissional que antecipa as necessidades de seus clientes? Consegue identificar boas oportunidades de mercado para seu próprio escritório contábil e para os empresários que atende? Conhece pontos fortes e fracos de seus concorrentes? Se você respondeu não para alguma questão, sentimos informar, mas lhe falta iniciativa. 

Esse é um dos grandes erros do marketing pessoal para contadores, porque a iniciativa é um diferencial enorme no mercado.

Quando um profissional não exerce observação micro e macro em seu trabalho, se limita a fazer apenas o que é comum. Um empresário, por exemplo, espera que seu contador faça toda a parte burocrática. Mas muitos clientes se queixam que os contadores se limitam a essa tarefa. Falta iniciativa a esses profissionais para entregar mais do que lhe foi pedido.

Neste mesmo cenário, imagine que seu escritório faça, sim, o trabalho de cumprir as obrigações acessórias. Mas você, já conhecedor do marketing pessoal para contadores, oferece ao cliente a Contabilidade Consultiva, de forma a atuar junto à tomada de decisões. Seu trabalho será visto com mais valor, o que pode gerar inclusive um aumento nos honorários.

Isso é ter iniciativa! Ir além do campo de atuação, do escopo do trabalho. Para se tornar autoridade, um profissional deve ser mais flexível e trabalhar junto, conhecer mais sobre o negócio e escutar atentamente aos seus clientes para encontrar oportunidades.

7. Deixar as redes sociais de lado

Você sabia que 134 milhões de brasileiros (3 em cada 4) acessam a internet? Os dados são da pesquisa TIC Domicílios 2019, levantamento sobre acesso a tecnologias da informação e comunicação. Se 75% da população está online, é possível imaginar porque apontamos a ausência digital como um grande erro no marketing pessoal para contadores.

Muitos profissionais ainda estão fora das redes sociais e utilizam diversas justificativas para isso. “É muito chato”, “não tenho idade para isso”, “dá muito trabalho” são apenas algumas. Nenhuma delas, porém, resolverá os problemas do profissional que começar a perder clientes para a concorrência ou que passa a se tornar irrelevante em seu mercado.

Ser ativo nas redes sociais é uma forma de se manter em contato com profissionais da área e com clientes. É também uma maneira de realizar marketing contábil de conteúdo e atrair seu público-alvo. 

Por isso, mantenha-se presente nas redes sociais e atualize-as com frequência. O LinkedIn, por exemplo, é fundamental para conexões profissionais e parcerias. Instagram e Facebook são excelentes para interagir com clientes e educá-los. Muitos contadores, inclusive, prestam atendimento pelas redes. É uma forma de se aproximar ao máximo, ter vários pontos de contato com os empresários. 

A internet pode jogar bastante ao seu favor se você sabe utilizá-la. E isso depende de conteúdos relevantes, não se esqueça. Isso não quer dizer não expor sua vida pessoal. Essa é uma escolha só sua. Mas o importante é não se perder demais, tornando seu perfil profissional um Big Brother.

8. Manter-se desatualizado quanto às tendências do mercado

Por fim, um grande erro do marketing pessoal para contadores é não acompanhar as tendências do mercado contábil. É ele quem dita o futuro da profissão de contador, as novas demandas dos consumidores e as novidades para seu escritório contábil. Quem se mantém desatualizado, sem dúvidas, fica para trás. 

A desatualização prejudica a imagem do profissional, que passa a ser considerado obsoleto. Além disso, atrapalha as estratégias de marketing, que não se adequam às demandas do público-alvo. 

No que diz respeito ao conhecimento técnico, ainda vemos contadores sem se preocupar com isso. Eles acreditam que somente a Faculdade de Contabilidade dará conta do recado. É um grande engano. A faculdade não prepara você para ser um profissional diferenciado, porque ela ainda se prende ao tecnicismo. 

Atualmente, soft skills (competências emocionais) são muito valorizadas, porque há um nível semelhante dos profissionais em relação às hards skills (competências técnicas). Da mesma forma, especialmente na Contabilidade, há uma valorização do contador que atua de maneira consultiva em detrimento daquele que cumpre as tarefas burocráticas.

De qual lado você deseja estar?  

Se você pretende fazer um marketing pessoal para contadores eficiente, mantenha-se atualizado. Busque se capacitar nas softs skils. Procure cursos sobre Contabilidade Consultiva. Atente-se às inovações tecnológicas para otimizar a gestão do seu escritório contábil. 

Dessa forma, você conseguirá passar uma excelente imagem aos clientes e ao mercado.

O marketing pessoal para contadores é uma importante ferramenta de promoção pessoal. Com ela, o contador pode se destacar bastante no mercado. No entanto, é preciso prestar atenção a esses erros comuns que pontuamos, pois podem colocar tudo a perder.

Comece se diferenciando e aprenda como aplicar a contabilidade estratégica com seus clientes!

Deixe um Comentário

>
>