Contabilidade Consultiva

Contadores na crise: como garantir que os clientes permaneçam mesmo durante a pandemia

18 mar

O mercado está vivendo um momento delicado: a existência de uma pandemia e a necessidade do isolamento social está afetando empresas diversas, e isso exige dos contadores uma postura diferenciada diante tantas diversidades.

Estratégias de marketing digital para você aplicar em seu escritório contábil

Neste kit, você encontrará métodos que te ajudarão a vender seus serviços contábeis. Desde o Marketing Digital (emails e redes sociais) até métodos de proposta!

Mas como se adaptar à crise e como os contadores nesse cenário podem fazer a diferença para seus clientes? Decidimos criar um conteúdo que irá ajudar a enxergar as novas oportunidades nesse momento.

Como você está se preparando e montando uma estrutura de atendimento aos clientes em meio à pandemia?

Confira nossas dicas e veja como você pode atuar.

A crise afeta empresas de todos os portes 

A crise não tem preferência: ela afeta todos os portes de empresa, algumas mais, outras menos. O contador precisa estar disposto e preparado para lidar com dificuldades em vários mercados de atuação e em proporções distintas.

Nosso CEO, Luiz Filipe, gravou uma mentoria sobre a gestão de crise no momento atual que estamos vivendo.

Confira:

Como os contadores devem se comportar diante as crises?

A crise chegou e pegou muitas pessoas desprevenidas, e isso fez com que os contadores precisassem agir rápido para garantir o bom funcionamento e a prevenção dos seus clientes.

Nesse momento, é importante ter algumas atitudes que irão nortear todas as estratégias a partir de agora. 

São elas:

1. Manter o relacionamento com o cliente

O primeiro passo é manter o relacionamento com o cliente, de forma saudável e prestativa. É importante que você se posicione junto com seus clientes durante a crise, mostrando que você está disposto a ajudá-los da melhor forma possível e aumentar a rentabilidade nesse momento tão complicado.

É fundamental que seus clientes confiem em você para a execução do trabalho, na crise e, possivelmente, em trabalho remoto.

2. Ter uma postura mais ativa diante as mudanças do mercado

No meio de uma crise, o stress e a ansiedade dos clientes ficam nas alturas. Por isso, o profissional contábil precisa ter uma postura muito mais ativa diante as mudanças do mercado.

É importante analisar quais são as mudanças todos os dias e, principalmente, entender como cada uma dessas mudanças impactam os clientes. Avaliando essas questões você poderá agir de forma muito mais rápida e eficiente.

3. Mapear a rentabilidade de cada cliente

Também é necessário pensar em quanto tempo cada cliente precisará de dedicação, e a partir daí, calcular os honorários de acordo com a exigência real de cada negócio.

A lógica de mercado é simples: quem demanda mais, precisa pagar mais.

Avalie se os valores pagos pelos clientes são condizentes com os esforços que os contadores precisam fazer e faça reajustes, sempre que possível.

Se não for possível fazer ajustes neste momento, separe as prioridades e se atente a elas durante a crise.

4. Ser mais consultivo

Os clientes não precisam de um contador que esteja apenas focado na parte burocrática: ele também precisa de alguém que saiba ser consultivo e estratégico nesse momento, e é esse detalhe que irá te diferenciar de tantos outros profissionais disponíveis no mercado.

Estude o cenário atual dos seus clientes, veja as previsões para a crise e crie um plano de ação estratégico para ajudar essas pessoas a aumentarem a rentabilidade e conseguirem contornar todas as dificuldades que estão sendo e ainda serão enfrentadas durante esse momento.

Veja mais sobre isso aqui:

O que é preciso ser trabalhado com os clientes?

O que é preciso ser trabalhado com os clientes?

Para começar a prestar um serviço diferenciado para seus clientes de contabilidade, é preciso se atentar a alguns detalhes cruciais nesse momento.

1. Faça uma análise do cenário econômico atual

O primeiro passo é fazer uma análise do cenário econômico atual, e avaliar  o mercado de cada cliente, com as perspectivas de crescimento ou queda diante a crise. Isso ajudará a ter uma visão muito mais estratégica e assertiva a respeito do que precisa ser feito e quais serão os próximos passos para atuar tanto para otimizar os resultados, quanto para reduzir possíveis danos à empresa.

O contador precisará conversar com seus clientes sobre essas percepções e informá-lo sobre as possibilidades para manter sua empresa sustentável e em contínuo crescimento.

2. Reforce os números

É importante avaliar os números para identificar se existe retração na economia. Se esse for o caso, significa que as empresas terão maior dificuldade para conseguir empréstimos bancários, além de ter menos capital circulando no mercado.

Nesse contexto, pode ser interessante rever as políticas de venda da empresa, processos de fabricação dos produtos, preços de produtos e serviços e outros detalhes que podem impactar diretamente nas vendas e nos resultados do negócio.

3. Evite multas

É comum que, diante as mudanças que acontecem na economia, o governo mude algumas dadas e alguns detalhes referentes ao pagamento de tributos.

É dever do contador, nesse momento, acompanhar todas as mudanças e peculiaridades de cada um desses pagamentos, avaliando se esses novos prazos são para todos ou se apenas ramos específicos sofrerão as mudanças.

O contador precisa, a partir daí, se programar para que tudo aconteça dentro dos novos prazos, evitando que seus clientes paguem multas ou acabem sendo prejudicados por essas mudanças.

4. Reforce o fluxo de caixa

O fluxo de caixa de uma empresa pode ajudar a entender como está a movimentação financeira do negócio, quais são as necessidades e, principalmente, como está a questão do pagamento e inadimplência dos clientes.

Com essas informações em mãos, o contador, juntamente com o gestor da empresa, podem criar um planejamento de ações, avaliando o setor comercial, novas estratégias, posicionamentos da empresa e tudo aquilo que influencia diretamente no sucesso do negócio.

5. Organize as finanças para garantir a gestão de crise

Em qualquer momento, com ou sem crise, a organização da contabilidade da empresa é uma tarefa difícil. No entanto, com a crise, o cuidado e a atenção nos dados colhidos são ainda maiores, pois é preciso agir de forma estratégica, mais do que nunca!

Nesse momento, é fundamental avaliar todas as despesas da empresa e cortar aquilo que não for fundamental. Identifique também quais são os gargalos e dificuldades que a empresa está enfrentando e, a partir daí, fazer os ajustes necessários para que os processos fiquem mais alinhados.

Uma sugestão é utilizar o DRE, Demonstração do Resultado do Exercício, para avaliar como está a situação financeira da empresa em momentos específicos.

6. Cuide da saúde financeira da empresa

O outro passo para conseguir realizar uma boa gestão de crise com os clientes é avaliar o regime tributário. Veja se o regime de Lucro Real é mais interessante que o de Lucro Presumido, e qual das duas alternativas deveria se manter.

No caso de uma pequena ou microempresa, pode ser interessante trabalhar como Simples Nacional.

É papel do contador avaliar a realidade dos seus clientes e encontrar formas de reduzir a quantia e valores dos tributos, de forma legal, evitando o pagamento desnecessário de alguns valores, conseguindo uma boa economia e garantir a saúde financeira dos negócios.

7. Proponha ações para aumentar a rentabilidade

O contador também pode atuar através da proposta de ações que poderão ajudar seus clientes a aumentar a rentabilidade durante o momento de crise. Afinal, essa é a maior preocupação dos empresários no cenário atual: com crise, novas obrigatoriedades e regras de funcionamento do mercado, como garantir que o negócio continuará vendendo e se mantendo sustentável?

Esse é o momento de avaliar as ações necessárias para aumentar a rentabilidade, reduzir os custos e despesas do dia a dia, além de melhorar os resultados a curto e longo prazo.

Também é interessante começar o ano com o planejamento tributário, avaliando dentro da lei quais são as possibilidades de reduzir os impostos ao longo do ano, sem prejudicar a empresa e se mantendo dentro das obrigações fiscais.

Veja um material exclusivo sobre com cuidar dos seus clientes em tempos de crise aqui!

A importância da fidelização dos clientes para contadores na crise

A importância da fidelização dos clientes para contadores na crise

O período de crise impacta todos os mercados. Falamos ao longo de todo o artigo sobre como o contador pode ajudar o seu cliente a enfrentar essa fase. No entanto, não podemos nos esquecer que a crise também é contábil: infelizmente, com empresas passando por períodos financeiramente instáveis, é comum que alguns gastos sejam cortados ou que, inclusive, portas sejam fechadas.

Por isso, além de ajudar o cliente a conseguir se estabilizar e conquistar o mercado mesmo diante as adversidades, os contadores também precisam trabalhar internamente para manterem o próprio negócio funcionando da melhor forma possível.

Uma das melhores formas de conseguir manter seu escritório de contabilidade estável é garantindo a fidelização e satisfação dos clientes.

Apesar de poucas empresas realmente se atentarem para a importância de criar ações de fidelização dos consumidores, esse tipo de estratégia pode trazer grandes benefícios para os negócios.

1. Ajuda a manter o caixa do escritório de contabilidade

Com consumidores fiéis e satisfeitos com o seu trabalho, é possível manter o caixa do escritório de contabilidade constante. Os clientes manterão suas contas junto ao contador, o que significa que os honorários seguirão sendo pagos.

Essa estabilidade do caixa permite que o contador faça novos investimentos, crie uma reserva de emergência e, claro, otimize diariamente seu atendimento, as ferramentas de trabalho e o próprio escritório.

2. Aumenta o potencial de indicação

Com clientes cada vez mais satisfeitos, aumenta também o potencial de indicação. Quanto mais indicações você tem, maior será a sua carteira de clientes e, com isso, a rentabilidade do seu escritório contábil.

3. Profissionais se tornam referência e cria uma marca forte no mercado

Se você faz um trabalho bem feito, trabalhar bem o seu marketing contábil e produz conteúdos diferenciados que fazem seu cliente enxergar valor no seu trabalho, você se torna uma referência de mercado.

Com o aumento das indicações, como descrito anteriormente, aumenta também o seu impacto dentre os concorrentes. Transformar-se em uma referência irá permitir que, além de conseguir fidelizar os clientes e conquistar novos, seu escritório contábil consiga sobreviver a todos os momentos da crise.

Os contadores na crise precisam ser cada vez mais ágeis, assertivos e consultivos. A contabilidade consultiva, por exemplo, veio para apresentar a esses profissionais várias oportunidades e otimizações no atendimento, na prestação de serviços e na entrega de resultados para os seus clientes.
Devido ao momento de crise que estamos vivendo e tendo visto a dificuldades que vocês estão enfrentando neste momento, nós da Nucont montamos um cronograma de mentorias em grupo para conversarmos sobre esse momento delicado. Saiba mais aqui ou se inscreva na nossa newsletter!

Deixe um Comentário

  • Silvia disse:

    Bom dia,
    A Contabilidade reduziu o tempo de prestação de serviços. Eles não deveriam dar um desconto aos clientes? Já que estão prestando serviços pela metade do tempo (só no período da manhâ)?

  • >
    >