Contabilidade Consultiva

11 erros contábeis que estão te impedindo de conquistar novos clientes

20 nov

Se você ainda não cometeu erros contábeis, tenha certeza que cometerá. A falha é algo que nos incomoda bastante, mas que faz parte do processo de crescimento profissional e pessoal. Na contabilidade, como em qualquer outro campo de conhecimento, os erros sempre chegam. Principalmente para os mais jovens e inexperientes.

No entanto, conhecer os erros contábeis é uma ótima forma de se precaver de cometê-los. Com organização e a experiência, ainda que teórica, você pode se preparar melhor quanto à sua atuação para oferecer um trabalho ainda mais qualificado. Pensando nisso, separamos 11 erros contábeis que estão te impedindo de conquistar novos clientes. Temos certeza que ao final deste conteúdo você se sentirá bem mais preparado.

Confira!

1. Não conhecer o seu cliente 

Não conhecer o seu cliente

Um dos erros contábeis mais comuns para os contadores é não conhecer o seu próprio cliente. É muito importante entender quem é seu público-alvo, mas principalmente suas personas. Um profissional que não sabe para quem fala não consegue vender. É um tiro no escuro. Por este motivo, fazer um estudo de personas, termo muito comum no marketing, é essencial para conquistar clientes.

Persona é o perfil ideal de um cliente, uma especificação do público-alvo. Para vender serviços contábeis, você precisa delimitar quem é ela. Pode existir mais de uma persona, inclusive. A ideia da persona é especificar ao máximo uma representação do público-alvo.

Falar que você quer atingir empresários, homens e mulheres, entre 30 e 50 anos, é bastante amplo. O ideal seria dizer que é um homem de 35 anos, sem filhos, solteiro, que navega na internet com frequência e é empresário no ramo da saúde. Veja que a persona é bem específica. E é exatamente isso que fará com que seu contato para vender seus serviços seja certeiro. 

Antes, porém, conhecer seu cliente e definir sua persona, você precisa conhecer o comportamento do mercado. Qual a situação atual e as tendências? Considere seu local de atuação, a concorrência e outros fatores internos (da empresa) e externos (do local e do mercado) para determinar seu público-alvo e, só então, definir sua persona. Assim, poderá estimar os potenciais problemas e as dificuldades do seu cliente, bem como seu comportamento. Nada de erros contábeis por desconhecer seu cliente, ok?

2. Não ter um bom relacionamento com o cliente

Não ter um bom relacionamento com o cliente

A indicação ainda é uma das ferramentas mais poderosas para conseguir novos clientes. No entanto, ela só vem de pessoas que confiam em seu trabalho, seja porque já são clientes, seja porque sabem da sua competência. No primeiro caso, se você não possui um bom relacionamento, é improvável que a indicação venha, certo? Não prezar pela boa relação com seus consumidor é um dos erros contábeis cometidos por muitos profissionais. É crucial estar atento a essa tarefa.

O primeiro pilar do bom relacionamento nós acabamos de mencionar: conhecer seu cliente. Qual o perfil de determinado empresário? Quais são as maiores dores e reais necessidades pessoais e profissionais? Como tudo isso interfere em sua atuação como contador? Ao reunir todas essas informações, é possível realizar um atendimento personalizado, que é a maior demanda do cliente e um passo importante para o bom relacionamento.

A comunicação próxima é o segundo pilar, pois é por meio dela que o contador conseguirá enxergar o que o cliente realmente precisa. É comum que os empresários não saibam exatamente o que esse profissional pode fazer pelos seus negócios. Mas a proximidade, o cerne da gestão consultiva sobre a qual falaremos adiante, consegue mostrar isso ao contador. Ler os problemas nas entrelinhas e enxergar as questões profundas será uma questão de tempo.

Tenha em mente que conhecer seu cliente e estar próximo dele fará com que seu trabalho seja valorizado. Por isso, não ter um bom relacionamento é um dos erros contábeis muito relevante que não deve ser cometido em nenhuma hipótese. Foque na sua persona e ofereça um atendimento primoroso para atender a todas às suas demandas e agregar valor ao negócio dele. Será seu diferencial!

3. Não alinhar prazos e necessidades com seus clientes 

Não alinhar prazos e necessidades com seus clientes

Na mesma linha dos erros contábeis que abordamos até aqui, pontuamos outro que diz respeito diretamente à relação do contador com seu consumidor: não alinhar prazos e necessidades com seus clientes.

O trabalho desse profissional depende de informações repassadas pelos empresários. E isso deve ser feito em prazos determinados, dependendo da característica do dado, para que as obrigações perante o poder público sejam cumpridas dentro do prazo.

Da mesma forma, o contador precisa reportar a seus clientes, por meio de relatórios, dashboards ou outras formas de apresentação, sua interpretação acerca da saúde financeira do negócio. 

Em qualquer caso, alinhar os prazos e necessidades é a melhor forma de reduzir problemas e aumentar a fidelização e os resultados dos clientes. Nada de erros contábeis por comunicação falha! Por isso, vocês devem definir um fluxo de trabalho conforme a demanda do negócio e as possibilidades de cada um. Para otimizar esse trabalho, a tecnologia é uma grande aliada, como demonstraremos mais à frente. Mas os sistemas que integram informações do cliente com o escritório de contabilidade são fundamentais.

4. Lançamentos e conciliações acumulados

Lançamentos e conciliações acumulados

O contador, por mais que exerça sua função consultiva, sabe a importância de cumprir com suas obrigações mais burocráticas. Aliás, mantê-las em dia traz informações importantes do negócio que interferem diretamente na tomada de decisão do empresário. Por isso, um dos erros contábeis que pode afastar novos clientes é ser um profissional que acumula lançamentos e conciliações.

Veja melhor aqui como manter o seu contábil em dia:

Isso também traz muitos problemas, porque pode ocasionar a perda do prazo na transmissão das obrigações acessórias ao Fisco, que devem ser entregues conforme exigências. Declaração de Imposto Retido na Fonte (DIRF), Declaração de Informações Fiscais e Socioeconômica (DEFIS) e Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) são as mais comuns. Já pensou deixar os lançamentos acumulados por muito tempo? A falta de organização também pode abrir margem para erros contábeis que, por sua vez, podem resultar em multas.

Para evitar esses problemas e erros contábeis, o contador deve atender a uma demanda do mercado que está cada dia mais evidente: a automação de processos e a inserção da tecnologia no escritório de contabilidade. É uma forma de otimizar a gestão e trazer melhorias na contabilidade no que diz respeito à organização do negócio do próprio contador.

Ao organizar, rever e melhorar os processos, o profissional terá mais tempo para se dedicar à proximidade com o empresário, conhecendo a fundo seu negócio. Como dissemos anteriormente, a boa relação é uma das chaves para conquistar novos clientes. Por isso, mantenha seu fluxo de trabalho bem organizado e faça os lançamentos e conciliações periodicamente para prestar um serviço mais qualificado.

5. Escriturações fiscais com falhas na entrega 

Escriturações fiscais com falhas na entrega

Você sabe da importância de ter uma entrega eficiente de escrituras fiscais. Afinal, esse é o trabalho de base que o contador realiza em sua profissão. Por isso, não é difícil imaginar que as escriturações fiscais com falhas na entrega são erros contábeis que podem comprometer todo um negócio. Esse erro imenso prejudica sua imagem perante o mercado e potenciais clientes.

E não é à toa. A escrituração contábil é uma obrigação de qualquer empresa de qualquer segmento, e o contador é peça fundamental para que ela seja feita da maneira correta. Ele deverá organizar os documentos e as informações que dão base à escrituração, separar os documentos idôneos para base da contabilidade, emitir livros e documentos contábeis (inclusive balancetes mensais de conferência), registrar as movimentações financeiras e provisões, conferir débitos e créditos após os registros, e realizar a conciliação bancária.

Essas tarefas relacionadas às questões econômicas, tributárias, financeiras e patrimoniais de pessoas físicas e jurídicas são fundamentais para a saúde do negócio. Os erros contábeis em relação a essas questões podem causar muitos prejuízos.

Por isso, o profissional deve trabalhar da melhor forma possível para entregar qualidade para seus consumidores. Mais uma vez, destacamos que existem opções modernas para realizar a escrituração contábil, como a contabilidade online. Por meio dela, é possível integrar a gestão financeira da empresa com tecnologias específicas, e o contador acompanha as rotinas financeiras dos clientes em tempo real. Consequentemente, mantém contato com eles diretamente pela plataforma, o que otimiza o relacionamento.

6. Falha na emissão e consulta de Notas 

Falha na emissão e consulta de Notas

No mesmo sentido das escriturações fiscais, dos lançamentos e das conciliações, muitos contadores cometem outros erros contábeis relacionados à documentação empresarial. Uma delas é falhar na emissão e na consulta de notas. Essa falha é inaceitável, porque faz parte do trabalho de base do contador. 

Em geral, esses erros contábeis acontecem por desatenção, seja de preenchimento errado em texto ou em número. A desatenção é muito comum em profissionais sobrecarregados, que se tornam improdutivos com a alta demanda de trabalho. Eles também podem acontecer pela desorganização interna do escritório de contabilidade, falha que seria facilmente resolvida com um software de gestão contábil ou com ferramentas de emissão e organização de notas.

Por isso, consideramos que a melhor maneira de evitar esses erros contábeis relacionados às notas é otimizar a tarefa por meio da tecnologia.

7. Não utilizar relatórios contábeis para auxiliar no setor financeiro 

Não utilizar relatórios contábeis para auxiliar no setor financeiro

Alguns profissionais não utilizam relatórios contábeis no setor financeiro. Esse é um dos erros contábeis que pode acarretar problemas na tomada de decisões. Por consequência, o empresário tem uma percepção ruim sobre o valor do trabalho prestado. E o que isso significa? Dificuldade na hora de conquistar novos clientes, porque os feedbacks da sua atual clientela certamente são considerados na hora de um novo consumidor contratar seus serviços.

Os relatórios contábeis são documentos que descrevem tecnicamente todas as informações colhidas pelo responsável pela contabilidade. Calores de custos, despesas e tributos devidos ou pagos são alguns dados incluídos nesses relatórios, que, conforme o tipo societário ou segmento da empresa, devem ser entregues mensal, trimestral ou anualmente. 

O contador é o grande responsável por elaborar esses documentos, que dependem de informações e documentos contábeis minuciosos. Dados como ativos e passivos, lucro e despesas, e qualquer fato contábil em determinado período integram esse documento que fundamenta as decisões do empresário. Quando ocorrem erros contábeis na coleta e/ou na interpretação dos dados, a empresa pode ter prejuízo. Uma decisão mal embasada ou um investimento mal aplicado é desastroso para a saúde financeira.

Além disso, os relatórios são muitos importantes para controlar as informações sobre as contas a pagar e receber. 

Em suma, os relatórios são importantes para tomar decisões de forma fundamentada, criar estratégias mais eficientes e conseguir acesso facilitado ao crédito (exigem rigor na saúde financeira dos empreendimentos).

8. Ignorar a tecnologia 

Ignorar a tecnologia

Você é o tipo de contador que ainda tem resistência à tecnologia? Esse pode ser um grande (se não o maior) problema, considerando que estamos na era da transformação digital. A tecnologia pode melhorar o dia a dia dos contadores e isso é um fato incontestável. O profissional que ignora essa facilidade convive com desorganização, erros contábeis, improdutividade, má gestão de tempo e, consequentemente, menos lucro. Parece um cenário de terror, certo? Você não deseja isso para seu negócio.

Já falamos das diversas ferramentas online que são úteis para controle do gestor e para a rotina dos colaboradores. Mas listamos aqui também alguns exemplos de como elas resolvem pequenos problemas na sua rotina, deixando você com mais tempo para se aproximar do cliente e conquistar novos:

  • O software de gestão contábil confere visibilidade sobre seu próprio negócio, facilitando a tomada de decisões e otimizando a prestação de serviço ao cliente final, além de aumentar a produtividade de sua equipe e realizar tarefas burocráticas (processo de busca e escrituração dos dados, por exemplo);
  • O Business Intelligence prepara todos os dados coletados de sistemas internos (bancos de dados e cadastros de clientes) e externos (mídias sociais, mecanismos de buscas), verificando-os e criando relatórios e dashboards para guiar as decisões do gestor;
  • Digitalização de documentos e armazenamento em nuvem resolvem o problema da organização de documentos e do espaço para guardá-los, além de facilitar a busca e a pesquisa de informações;
  • O Big Data organiza uma enorme quantidade de dados e é crucial em empresas grandes, com fluxo financeiro diário intenso, milhares de transações bancárias e de produtos ou serviços;
  • Os chatbots (robôs de automação) podem ser utilizados no Messenger do Facebook e whatsapp, por exemplo, para realizar o primeiro atendimento ao seu cliente;
  • Soluções de contabilidade digital fazem o papel de “darfeiro”, realizando as tarefas burocráticas e repetitivas.
  • A Nucont acabou de lançar o Nucont Conecte que é um projeto de integração com Softwares Contábeis para facilitar a análise e gerar insights e dashboards automaticamente, e assim identificar e diagnosticar empresas com possíveis problemas financeiros e contábeis. 

Para ter um dia a dia prático, integrado e sistematizado, a adoção da tecnologia é a melhor solução. Ao modernizar seu escritório de contabilidade, você terá mais tempo para focar em sua prioridade: o cliente. Evite os erros contábeis relacionados à sua aversão à tecnologia.

9. Não se atualizar 

Não se atualizar

Quer saber um dos erros contábeis mais comuns aos contadores? A falta de atualização. Esse padrão de comportamento pode prejudicar tanto o crescimento profissional individual quanto o desenvolvimento da classe contábil. Esses profissionais devem se lembrar a todo momento de que a legislação tributária e financeira do Brasil, além de vasta, é modificada com certa facilidade. 

Em momentos de instabilidade econômica, de crescentes problemas causados por crimes financeiros e com a valorização do compliance corporativo, mudanças ocorrem a todo o instante, inclusive. A propósito, já que mencionamos as inovações tecnológicas, os avanços legais também se adequam a isso.

Basta uma alteração para que surja a possibilidade de diversos modos de operação no controle de custos e despesas dos empresários. E se o contador não se mantém atualizado frente a tanta mudança, é mais fácil cometer erros contábeis.

Por isso, prepare-se para o mercado e sua oscilação. Tenha a tecnologia como parceira para se adequar o mais rápido possível. E não se esqueça de agregar habilidades técnicas e comportamentais, que vão além da Contabilidade em si. Cursos de idiomas ou na área de TI, treinamentos de liderança e gestão e cursos para aprimorar o atendimento ao cliente são boas opções para se manter atualizado.

10. Se resumir apenas à um “resolvedor de burocracias” 

Se resumir apenas à um “resolvedor de burocracias”

Os contadores possuem uma imagem no mercado muito ruim: eles são os “resolvedores de burocracias”, ou o que chamamos de mal necessário. E mudar essa visão é algo bastante difícil, porque muitos profissionais se limitam ao trabalho repetitivo e burocrático da contabilidade. Para estes, basta entregar os relatórios contábeis e cumprir as obrigações acessórias e pronto. Trabalho finalizado.

No entanto, na real contabilidade, o balancete é o início do trabalho. Os números nada dizem por si só. O empresário não compreende o que está escrito. Esse documento se torna mais uma exigência do banco, do fornecedor ou do edital de uma licitação do que um documento de tomada de decisão. E isso ocorre, porque os próprios contadores se colocam como resolvedores burocráticos. 

Para mudar isso, é preciso compreender e exercitar a verdadeira função do contador, que é a Contabilidade Consultiva. Veja mais sobre isso aqui: 

11. Não aplicar a contabilidade consultiva

Não aplicar a contabilidade consultiva

Se você nunca ouviu falar em contabilidade consultiva, é certo que comete esse erro contábil. Essa excelente alternativa e estratégia de trabalho é o diferencial dos profissionais que a adotam. E o motivo é simples. Por definição, a Contabilidade Consultiva é o modelo de negócios em que o contador se aproxima ao máximo de seu cliente, focando nesse relacionamento e utilizando-se da Ciência da Contabilidade para diagnosticar e cuidar da saúde das pequenas empresas. A consequência é a riqueza e a prosperidade do negócio.

Saber fazer uma escrituração e um balancete perfeitos é ótimo. Mas ainda que essa seja uma tarefa importante, não é suficiente. Seu trabalho começa após o balancete ficar pronto. Porque o cerne da Contabilidade Consultiva é a análise e a interpretação da informação contábil contida nesse documento. Isso permitirá que você identifique uma empresa em situação de insolvência financeira, impeça que uma empresa vá à falência ou diga o que ela deve fazer para ter mais geração de valor.

O pai da Contabilidade Consultiva, Professor César Abicalaffe, deixa bastante claro: Contabilidade Consultiva é, portanto, o produto palpável e aplicável daquilo que você aprendeu desde o início: que a Contabilidade é uma ferramenta de tomada de decisão.

E a Contabilidade Consultiva traz muitos benefícios, como:

  • Redução de custos: a automação torna os processos internos dos contadores mais eficientes, o que economiza tempo e aumenta a produtividade (maior lucratividade). Ao mesmo tempo, o contador consultor realiza atividades nos negócios dos empresários atuando como um parceiro do negócio para tomar as melhores decisões. 
  • Entregas de valor: a aproximação do contador consultivo com o cliente é uma forma de atuar significativamente para melhorar a saúde financeira da empresa. A análise e a interpretação de dados e indicadores financeiros, feita em linguagem acessível, é uma entrega de valor inestimável, pois auxilia o empresário a tomar decisões assertivas em seu negócio.
  • Inovação: a Contabilidade Consultiva realiza as atividades comuns à contabilidade, mas o foco do contador consultor são estratégias de marketing de relacionamento e inovação, o que é uma visão mais moderna e com maior valor agregado. Com automações que aprimoram a entrega os resultados são ainda mais satisfatórios. Em suma, as inovações afetam positivamente a vida do contador e do empresário.
  • Retenção de clientes: uma entrega de valor associada à inovação deixa o empresário satisfeito, pois enxerga como a Contabilidade Consultiva faz diferença positiva em seu negócio. E a satisfação do cliente é o maior passo para sua fidelização, motivo pelo qual a Contabilidade Consultiva tem como benefício a retenção de clientes.

Na visão de Fernanda Rocha, a Contabilidade Consultiva é a contabilidade em sua essência. Veja nesse vídeo:

Quais são os próximos passos?

Quais são os próximos passos?

Existem muitos erros contábeis no decorrer da profissão que são superados com o tempo, especialmente aqueles relacionados ao trabalho técnico. Mas ainda se vê muitos contadores experientes cometendo falhas bobas, como não focar no relacionamento do cliente e em suas necessidades ou não utilizar a tecnologia.

Ao corrigir esses erros contábeis, muitos deles com a Contabilidade Consultiva, o profissional se coloca numa posição de destaque no mercado. Conquistar clientes será uma tarefa muitos mais fácil, porque ele já está em evidência como um contador que entrega valor a seus clientes.Pensando em gerar mais valor para seus cliente,, que tal conhecer a Universidade Nucont e o Curso Metodologia da Contabilidade Consultiva

Deixe um Comentário

  • […] escritório só terá o trabalho de atualizar os dados. Assim, você ganha mais tempo para atender novos clientes e gerar mais […]

  • >
    >