Contabilidade Consultiva

DRE na contabilidade: entenda o que é e como aplicar

27 abr

O mundo contábil é imenso, e permite que contadores atuem de diferentes formas. O DRE na contabilidade é uma oportunidade para começar a aplicar a famosa contabilidade consultiva e gerar muito mais valor com seus clientes?

Estratégias de marketing digital para você aplicar em seu escritório contábil

Neste kit, você encontrará métodos que te ajudarão a vender seus serviços contábeis. Desde o Marketing Digital (emails e redes sociais) até métodos de proposta!

Como? Por onde começar? Como usar essas informações de forma estratégica? Essas e outras dúvidas serão esclarecidas no artigo de hoje.

Continue a leitura!

O que é DRE?

O DRE, Demonstração do Resultado do Exercício, é um documento que resume os resultados não operacionais e operacionais da empresa em um determinado período.

Nesse arquivo, chamado DRE, é necessário inserir informações como:

  • Despesas;
  • Indicadores de receitas;
  • Custos;
  • Investimentos;
  • Provisões apurados.

A legislação do Brasil exige que as empresas realizem o controle periódico de sua situação contábil, através do registro de movimentações, transações e posições financeiras e econômicas em livros e relatórios.

Ao cuidar do setor financeiro da empresa, é comum que os empreendedores tenham algumas dúvidas a respeito de como determinadas despesas precisam ser classificadas ou sobre como a receita pode ser lançada em seu controle contábil.

Como usar o DRE na contabilidade?

Quando pensamos no DRE na contabilidade, o contador se torna o profissional responsável por realizar essa declaração. Como dito anteriormente, não é raro encontrarmos empreendedores confusos a respeito do caminho em que se deve tomar para classificar despesas ou receitas dentro da empresa.

Esse documento precisa ser feito anualmente, de acordo com as obrigatoriedades legais. No entanto, é comum que contadores o realizem todos os meses, para facilitar a administração, ou trimestralmente, para monitorar os gastos fiscais e conseguir identificar possíveis melhorias.

É interessante que os contadores saibam usar as informações da DRE de forma estratégica. Apresentá-la, junto ao fluxo de caixa, por exemplo, com comparativos e sugestões, pode ser um passo interessante para gerar valor para o seu consumidor. Como contador e consultor, é interessante que você mostre para o seu cliente o cruzamento das informações, possíveis alertas e oportunidades de melhorias nos próximos meses.

O que é a DRE Analítica?

O que é a DRE Analítica?

A DRE, que comumente é extraída de um relatório do sistema contábil, também pode apresentar outros tipos de análises para ajudar a visualizar, de forma mais ampla e clara, possíveis variações nos resultados.

Análise vertical da DRE

A análise vertical da DRE permite que você calcule qual foi o percentual de custos, despesas e receitas em relação ao faturamento bruto da empresa.

Com essa análise, você conseguirá ver de forma mais transparente quais despesas reduziram os lucros naquele período analisado, por exemplo.

Análise horizontal da DRE

Já na análise horizontal, o objetivo é entender a redução ou o aumento das contas ao longo dos meses. Isso permite enxergar quais são os valores que precisam ser avaliados com mais cautela e, possivelmente, reduzi-los.

Indicadores de resultados apresentados na DRE

A DRE apresenta alguns indicadores de resultados para ajudar a analisar de forma ainda mais estruturada a parte financeira da empresa.

Dentre os indicadores de resultados, se destacam:

  • EBITDA: EBITDA significa earnings before interest, taxes, depreciation and amortization (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização), e irão ajudar a avaliar de forma crítica a realidade financeira das empresas que trabalham com capital aberto;
  • Margem operacional: a margem operacional é um indicador fundamental que ajudará a mensurar a eficiência operacional da empresa, através de um cálculo considerando o resultado operacional e a receita líquida do negócio;
  • Margem de lucro líquida: a margem de lucro real é um cálculo que mostrará todas as despesas e impostos subtraídos do lucro bruto da empresa.

Como uma DRE na contabilidade é montada?

Como uma DRE na contabilidade é montada?

Para montar uma DRE, é importante pontuar algumas informações fundamentais para a empresa. 

A DRE começa com um quadro da receita bruta de vendas do negócio, onde estão as informações também de devoluções, abatimentos, descontos, impostos, etc.

Na sequência, vem o quadro com a receita líquida em vendas, o custo dos serviços vendidos e das mercadorias deduzidos. Isso nos permitirá chegar ao lucro bruto.

Com o lucro bruto em mãos, é possível subtrair as despesas financeiras, operacionais, comerciais, gerais e administrativas.

Além disso, também se acrescentam outras informações, como a receita operacional. O resultado disso será o nosso lucro ou prejuízo operacional líquido.

Com esse saldo, é possível deduzir ou acrescentar os resultados considerados não operacionais, como empregados, participações em debêntures, administradores ou partes beneficiárias.

Ao fim desse cálculo, você terá o lucro ou prejuízo líquido do exercício.

Criando um modelo de estrutura da DRE na contabilidade

   Receita bruta

– deduções

= receita líquida

– custo da mercadoria vendida

= lucro bruto

– despesas com vendas

– despesa administrativa

– despesas financeiras

= resultado operacional líquido

– despesas extra operacionais

= resultado antes do Imposto de Renda e Contribuição Social

– provisões Imposto de Renda e Contribuição Social

= resultado líquido

É importante ressaltar que não existe um modelo único, uma vez que a estrutura do relatório de DRE irá variar de acordo com as exigências e preferências de cada empresa, em seus mais diversos contextos. Por isso, os empreendedores e contadores poderão adicionar ou excluir algumas linhas, conforme necessário.

O uso da DRE na contabilidade pode ser uma forma de entregar ainda mais valor para os seus clientes. Sempre falamos sobre a importância do contador ser muito mais ativo e estratégico para as empresas, atuando verdadeiramente com a contabilidade consultiva.

Ao realizar o DRE e fazer uma análise crítica dos números da empresa e a realidade do negócio, além de oferecer muito mais material de apoio para os seus clientes tomarem decisões mais assertivas, também será possível aumentar a sua relevância, se tornar uma autoridade no assunto e uma referência naquela empresa.

O resultado? Um cliente satisfeito, fidelizado e conquistando números cada vez mais expressivos graças ao seu trabalho!

Quer aprender sobre contabilidade consultiva e como atuar de forma diferenciada no mercado?

Confira o vídeo abaixo:


Para se aprofundar no tema e conseguir melhorar ainda mais a sua atuação, que tal conhecer o nosso curso sobre o tema? Confira na Universidade NuCont o nosso curso sobre contabilidade consultiva.

Deixe um Comentário

>
>