Transformação digital na contabilidade: quais são os impactos para os profissionais?

Publicado por Karol em

Transformação digital na contabilidade: quais são os impactos para os profissionais?

A profissão de contador é cheia de nuances. 

Com a transformação digital na contabilidade, os profissionais se dividiram em dois grupos: o contador atualizado e adepto às inovações que o mercado contábil oferta e o contador que teme o ingresso ávido da tecnologia em sua área de atuação. 

A Contabilizei, por exemplo, divide opiniões. Essa startup acelerada pelo Google recebe investimento para desenvolver ainda mais seu modelo de negócios escalável, e consegue cobrar um valor bem abaixo do “meio salário mínimo” ao qual os contadores estavam habituados. 

De fato, isso pode causar um estranhamento por parte dos profissionais no primeiro momento, que taxam a empresa de concorrência desleal, atitude antiética e aviltamento de honorários. 

Por outro lado, ela é um retrato de como a transformação digital na contabilidade chegou para ficar, e trouxe muitos impactos para a profissão. 

E é sobre isso que falamos neste post. Confira!

O que é transformação digital na contabilidade?

O que é transformação digital na contabilidade?

Contabilidade digital. Já ouviu falar dessa expressão? A grosso modo, é a tecnologia aplicada a esse campo de conhecimento. 

A transformação digital na contabilidade é um caminho que deve ser percorrido para aqueles que desejam se manter competitivos no mercado. 

Com a estratégia certa, isso é possível. E a tecnologia é um dos pilares dessa transformação, pois modifica o modo de trabalho no dia a dia. 

A transformação digital na contabilidade pode ser retratada como a revolução tecnológica deste mercado. Na prática, é o uso de soluções digitais que permitem o aprimoramento do trabalho do contador. 

Softwares integrados na nuvem, por exemplo, são algumas das ferramentas que potencializam a capacidade dos escritórios de contabilidade, trazendo diversos benefícios aos profissionais. 

Essa inovação na contabilidade, além de demandar novos modelos de negócios para atender aos clientes cada vez mais exigentes, trouxe modernidade para a gestão (geração e envio) das informações tributárias, legais e trabalhistas por meio digital. 

Bons exemplos de projetos que são frutos da transformação digital na contabilidade são SPED (Sistema Público de Escrituração Digital) e E-Social. 

As duas plataformas governamentais recebem os livros contábeis das empresas apenas pelo meio digital, nos servidores do governo. Isso significa que o envio, a autenticação, a validação e o armazenamento desses documentos só é feita pela internet. 

Contadores que não sabem prestar o serviço na forma exigida ficarão para trás no mercado.

O uso dessas plataformas evidenciam a importância do contador estar antenado às inovações tecnológicas, trabalhando com a automação de processos e, consequentemente, se dedicando à conexão com clientes, a novos modelos de negócio e ao uso de outras inovações, como inteligência artificial, computação cognitiva, cloud computing e big data.

Se existe um escritório de contabilidade que ainda se sustenta sem as inovações tecnológicas, é raro. 

Cada vez mais, é preciso investir em automação e tecnologia para manter a competitividade no mercado, aproveitando melhor o tempo de trabalho.

O surgimento dos softwares

O surgimento dos softwares

Em meados do século XX, surgiram as primeiras máquinas que auxiliavam a contabilidade. 

Elas apenas somavam e subtraíam, sendo preciso puxar pequenas alavancas para escolher os números e outra maior para fazer a conta. Na mesma época, surgiram as máquinas de escrever. 

Em meados de 1964, surgiu o Kardex, ficha de controle em que se anotava cada item da mercadoria existente e disponível nos estoques. Isso permitia conferir e controlar os saldos finais. 

Aos poucos, a contabilidade começou a se adaptar aos sistemas mecanizados. Passou pela ficha tríplice, máquinas de datilografar, calculadoras de 4 operações, cópias com carbono e gelatina.

Com o aprimoramento da computação, a contabilidade seguiu o processamento eletrônico de dados, com o uso de disquetes, e a integração dos computadores com as impressoras. 

As planilhas manuais começaram a ser deixadas de lado. 

Com o advento da internet na década de 90 e a chegada do computador de 32 bits, apareceram programas mais sofisticados que facilitaram a integração dos dados. 

A partir desse grande salto, ocorrido com a internet, os contadores adaptaram-se à tecnologia, inserindo-as em suas rotinas, como a entrega de declarações por meio da internet. 

Dentro desse contexto, evidenciou-se a necessidade de aumentar a transparência sistêmica e o monitoramento da Receita Federal sobre as operações contábeis e os processos internos das empresas. 

A entrada em vigor do SPED, em 2007, foi um marco para a evolução dos softwares contábeis, que passaram a ser encarados como grandes aliados na tentativa de se adaptar ao acúmulo de obrigações e à complexidade tributária do País. 

Foi quando veio a transformação digital na contabilidade de forma mais relevante, que também foi impulsionada pelo surgimento das startups contábeis.

O surgimento das startups contábeis

O surgimento das startups contábeis

Durante um bom tempo, o segmento contábil ficou defasado em termos de tecnologia. Existiam poucos softwares contábeis 4 disponíveis, e nenhum deles conseguia resolver todos os problemas de processos internos no escritório. 

O módulo mais caro do melhor programa não era suficiente para eliminar tarefas totalmente manuais, obrigando o contador a manter controles paralelos em planilhas, agendas ou bloco de notas.

A profissão contador demandava um trabalho essencialmente artesanal, demorado e meticuloso. O custo de prestar esse serviço era alto. 

E a consequência disso não podia ser outra: honorários caros por um serviço com pouquíssima percepção de valor.

Não à toa, o cliente empresário tinha uma percepção negativa dos serviços contábeis, por sempre acreditar que estava pagando mais do que deveria, mas que não tinha escolha. 

A imagem do contador não era boa, e ele era visto como um “mal necessário” para as empresas.

No entanto, nos dois últimos anos, houve uma grande transformação digital na contabilidade. Aconteceram eventos que fizeram o velho e tradicional mercado contábil ser bombardeado com uma quantidade infinita de informações novas e “ameaçadoras” para o profissional.

Malote enorme de documentos da empresa, digitação interminável de documentos, leitor de código de barras, comunicação falha, lenta e descompassada com o cliente. 

Esses são alguns problemas e gargalos nos processos internos de um escritório de contabilidade carente de soluções tecnológicas. 

O atraso e a burocracia decorrente disso deixava o empresário à mercê desse “serviço que ninguém entende”.

E foi se baseando nesse cenário que a startup de contabilidade Contabilizei surgiu. Ela mostrou aos profissionais que é possível inovar em um mercado tradicional e burocrático, demonstrando que é possível (e recomendável) automatizar o processo artesanal que não agrega valor no relacionamento com o cliente. 

As tarefas complexas podem ser feitas de forma simples, rápida e escalável, o que ocasiona diminuição no valor dos honorários. 

A lição que os contadores devem tirar da Contabilizei é simples: se a startup e outras soluções de contabilidade online com modelos escaláveis conseguem automatizar todos os serviços (guia e folha), processos e controles internos que não geram valor para o cliente, você também consegue.

Em outras palavras, a presença de uma startup de contabilidade acabou por sacudir o mercado contábil. Profissionais acomodados precisaram reinventar o modelo de negócios. 

Foi o que aconteceu com a Fatto, por exemplo, que se tornou uma contabilidade referência em gestão com foco em resultados.

Quais são os impactos da transformação digital na contabilidade?

Quais são os impactos da transformação digital na contabilidade?

A transformação digital na contabilidade trouxe diversos impactos para o mercado e para os profissionais. A mudança do cenário com a evolução tecnológica é promissora, porque pode alavancar a carreira de muitos escritórios do ramo. 

Mas é preciso investimento em soluções que, realmente, fazem a diferença na prestação do serviços. 

Lembra-se de algumas gigantes como Kodak, Blockbuster e Atari? Essas grandes empresas do passado não conseguiram deixar o mundo analógico e foram engolidas pela tecnologia. 

Se você é um contador que pretende permanecer no mercado, deve acompanhar as novas exigências para garantir que seu escritório não fique ultrapassado.

Considerando isso, o primeiro impacto relevante da transformação digital na contabilidade é a mudança de mentalidade dos profissionais.

Mudança de mentalidade dos contadores

Mudança de mentalidade dos contadores

Resistir ao futuro é uma conduta impossível. A ideia é bastante simples: ou o contador se adequa às inovações tecnológicas ou ele será engolido, como ocorreu com grandes empresas. 

Muitos resistem às novidades por acreditarem que as soluções serão responsáveis por diminuir os postos de trabalho no futuro. Na verdade, isso até ocorrerá em relação às funções burocráticas. 

Mas não é motivo para encarar a transformação digital na contabilidade como um inimigo. Ela é, na verdade, uma grande aliada.

O profissional que consegue mudar sua mentalidade para essa postura de parceiro, e não de concorrente, consegue usufruir dos inúmeros benefícios que a tecnologia traz. Isso envolve desde a gestão do negócio e a segurança dos documentos contábeis até o atendimento ao cliente. 

Já pensou ter mais tempo para se dedicar às reuniões com clientes, tornando-se um verdadeiro parceiro do negócio? 

É isso que a tecnologia pode fazer pelos contadores.

Ao invés de se preocupar com as burocracias das planilhas, eles se preocuparão com o cliente, que é o foco e a chave do sucesso. 

Um bom atendimento aproxima o cliente do escritório, garantindo sua fidelidade e agregando valor ao serviço do contador.

Superado o medo da transformação digital na contabilidade, vem o impacto prático, que é a automação do escritório.

Automação do escritório

Automação do escritório

Os processos internos de qualquer negócio demandam organização. Somente assim, é possível ter profissionais produtivos, que compreendem o fluxo de trabalho e executam suas funções sem dificuldades e gargalos. 

A melhor forma de organizar tais processos é por meio da automação, digitalizando e desburocratizando as operações do escritório. Isso pode ser feito por meio de algumas ações, como uso de documentos digitais e softwares contábeis, e atendimento online.

Uso de documentos digitais e certificação digital

A transformação digital na contabilidade trouxe um impacto prático para os escritórios: a demanda pelo uso de documentos digitais. 

Os órgãos de fiscalização brasileiros, como Receita Federal e Secretarias de Fazenda, se adaptaram a essa necessidade e se utilizam de sistemas baseados em documentos digitais.

Quando o contador passa a armazenar digitalmente os documentos de uma empresa, consegue acessá-los com facilidade e realizar declarações e obrigações acessórias com esses dados. 

Um bom exemplo é a gestão de notas fiscais, com o advento da Nota Fiscal Eletrônica. 

No entanto, como a digitalização dos documentos trouxe desafios de cibersegurança, o contador também deve adotar a certificação digital. 

Essa identidade virtual é o que garante a integridade, a autenticidade e a segurança de assinaturas e envios de um documento. 

Em outras palavras, o certificado garante a confiabilidade de informações. Ele é necessário para emitir uma NF-e, por exemplo. Existe o certificado A1 (arquivos digitais) ou o A3 (tokens ou cartões). A escolha é do contador.

Com os documentos digitais e a certificação, as chances de erros são menores, assim como o consumo de recursos materiais e humanos no escritório. 

Uso de softwares contábeis

Um impacto já citado como fruto da transformação digital na contabilidade é o uso de softwares contábeis, que podem envolver gestão e integração de sistemas. 

Eles são fundamentais para centralizar as informações essenciais do fluxo de trabalho do escritório, o que garante o alto desempenho e a produtividade dos profissionais. 

Também se destinam a realizar declarações por meio do gerenciamento estrutura e centralizado dos dados.

Se antes era impossível para os clientes acompanharem o processo da transmissão das declarações, hoje isso já não ocorre.

É possível otimizar esse relacionamento por meio dos softwares contábeis hospedados em plataformas online. 

Esse aspecto da contabilidade digital possibilita conferências e correções a tempo, sem prejudicar a entrega e, consequentemente, sem sofrer punições do Fisco por causa de irregularidades.

Em suma, esses sistemas informatizados colaboram para uma prestação de serviços de maior qualidade e para a maior satisfação dos clientes de contabilidade.

Desburocratização de processos

A automação do escritório por meio de documentos digitais, certificação digital e uso de softwares trabalha em prol de uma única coisa: desburocratização de processos. 

Atualmente, diversos processos contábeis são realizados de forma online, nos servidores do poder público. O contador que segue o ritmo da transformação digital na contabilidade também pode implementar essa mudança estruturada em seu escritório contábil.

A desburocratização de processos traz a grande vantagem da economia de tempo, algo tão precioso para esses profissionais. 

Acabou o tempo em que você perdia horas para fazer uma simples correção na escrituração ou para resolver outros problemas que aparecem no seu dia a dia. 

A tecnologia assume as tarefas repetitivas, deixando você com mais tempo para se dedicar ao cliente. 

Um processo que pode ser descomplicado com a transformação digital na contabilidade é exatamente o atendimento online. 

Com o uso de ferramentas de comunicação, os contadores podem resolver as dúvidas de seus clientes de forma mais eficaz e rápida. É também por meio delas que os profissionais podem receber os dados necessários para elaborar declarações e outros documentos. 

Aplicativos de mensagem, chat online, videoconferências e outras possibilidades podem ser adotadas conforme a necessidade de cada escritório. 

Existem escritórios que facilitam ao máximo a vida do empresário, implementando os conhecidos chatbots (robôs de conversação). Essa ferramenta, baseada em inteligência artificial, simula a postura de um atendente, fazendo a primeira triagem do cliente. 

Ela consegue resolver dúvidas mais superficiais, encaminhando o usuário para o responsável assim que suas ações se tornam limitadas.

Marketing digital

Marketing digital

Um grande impacto da transformação digital na contabilidade também atingiu a publicidade da profissão. Na verdade, o marketing digital é uma mudança que atingiu qualquer negócio, porque toda atividade econômica precisa marcar presença no ambiente virtual.

A tecnologia não atinge somente a parte operacional, mas chega para modificar a maneira de pensar os modelos de negócio. E a prospecção de clientes não precisa se limitar a indicações, como era comum nos escritórios de contabilidade antigos.

As soluções digitais permitem que um escritório atenda clientes no Brasil inteiro, e o meio de chegar até eles é pelo marketing digital, especialmente o marketing de conteúdo. 

É preciso, no entanto, ter uma estratégia bem definida, o que pode ser feito com o auxílio de um profissional do ramo. Ele será responsável por delimitar as ações certas para que os profissionais alcancem o perfil de público desejado, com maiores chances de conversão.

O marketing de conteúdo, por exemplo, é um tipo de marketing voltado para atrair potenciais clientes por meio de conteúdos relevantes. 

Estes podem ser um texto no blog, um vídeo no YouTube, um infográfico, dentre outros mecanismos de informação. 

A ideia é atrair o público-alvo, com linguagem adequada à persona, para ele perceber seus problemas, as potenciais soluções e quem as oferece.

À medida em que ele vai se informando sobre seu problema, com as informações que seu escritório fornece, o público automaticamente aumenta a percepção de valor em relação à sua empresa. 

Quando tiver que optar por um prestador de serviços para resolver suas questões, certamente se lembrará de você.

Sites, redes sociais, blogs e outras mídias são fundamentais nas estratégias de marketing digital. 

Treinamentos para os contadores

Treinamentos para os contadores

Diante de tantas mudanças trazidas pela transformação digital na contabilidade, é normal que os contadores se sintam defasados em relação a seus conhecimentos sobre gestão contábil e prestação de serviços por meio da tecnologia. 

Por isso, o último impacto perceptível que essa nova era trouxe é a necessidade de os contadores se capacitarem.

Para se manter competitivo e transmitir valor para seus clientes, os profissionais devem se adequar às ferramentas tecnológicas que implementa em seu trabalho. 

Não basta selecionar corretamente os nichos de mercado que serão abrangidos pela sua estratégia de marketing. É preciso saber qual tipo de conteúdo compartilhar em cada rede social. 

Da mesma forma, de nada adianta ter um software de gestão contábil se não souber trabalhar com as funcionalidades.

É preciso ter conhecimento para aproveitar cada benefício da tecnologia. 

Em outras palavras, invista em treinamentos e capacitações para você e seus profissionais, de forma que todos saibam como utilizar os sistemas digitais, tornando-se “íntimos” das exigências governamentais.

Quais são as alternativas do contador?

Quais são as alternativas do contador?

Para se adequar à transformação digital na contabilidade, o contador deve contar com as ferramentas tecnológicas mais adequadas para automatizar os processos internos do escritório

Citamos algumas aqui que podem auxiliar nessa empreitada:

Como pontuamos, é preciso listar as maiores necessidades antes de escolher, uma vez que essa opção interferirá em toda a gestão do seu escritório de contabilidade. 

A Nibo, empresa autoridade em fabricação de software de gestão financeira, realizou uma pesquisa sobre as características dos softwares contábeis e o grau de satisfação dos usuários em relação às ferramentas, implementação, suporte e preço.

Ela analisou os 11 principais softwares contábeis do Brasil e publicou um panorama deles. Caso tenha dificuldades para escolher o sistema que será o carro-chefe de sua gestão, dê uma olhada na pesquisa

Contabilidade consultiva: a melhor solução para contadores

Considerando esse novo cenário em que novas tecnologias específicas para o mercado contábil apareceram, é fácil relacionar a transformação digital com a verdadeira contabilidade. É, na verdade, um dos benefícios que a contabilidade digital trouxe para os profissionais.

Com as soluções tecnológicas, foi possível automatizar toda a burocracia do trabalho. O contador pode direcionar seu foco apenas à prestação de um serviço diferenciado, personalizado e pessoal ao cliente. 

É a possibilidade de visitá-lo e ajudá-lo na gestão do seu negócio, oferecendo uma consultoria financeira e gerencial, também conhecida como Contabilidade Consultiva

Esse é o passo para levar a contabilidade para um novo nível de excelência, focada em resultados.

Se a entrega de guia e folha pode, agora, valer R$ 50 reais, tudo bem. A contabilidade direcionada para o sucesso do cliente é que fará com que o empresário enxergue o serviço do contador como um investimento que vale a pena.

Contabilidade consultiva: a melhor solução para contadores

A transformação digital na contabilidade trouxe muitos impactos na profissão com o surgimento dos softwares e das startups do ramo. Mas para o profissional que consegue mudar sua mentalidade e encarar a tecnologia como uma parceira da contabilidade digital, os benefícios são enormes.

O uso de documentos e certificação digitais, e de softwares contábeis, vieram para desburocratizar os processos internos. 

O marketing digital possibilita alcançar clientes fora do local de atuação. Com o treinamento adequado, é possível se adaptar a essa nova era de transformação digital na contabilidade, focada na prestação de serviços de qualidade e com relevância.

Esse é, inclusive, o objetivo da Contabilidade Consultiva. Que tal aprender um pouco mais sobre essa contabilidade e como realizá-la?


Karol

Copywriter da Nucont, estudante de moda, apaixonada por Contabilidade Consultiva e na luta contra a chatice!

  • Marcos Vinicius disse:

    Concorrência desleal, publicidade enganosa com o intuito de roubar clientes dos outros e ainda vender produtos dos parceiros. O CFC deve cair em cima e urgentes.

  • >