Estratégias matadoras de como fazer com que seu cliente leia (e responda) seu e-mail

Publicado por Kadu em

Essa é uma das tarefas que deixam qualquer pessoa de cabelos em pé. Escrever um e-mail é para muitos um desafio gigantesco! Seja para um professor da faculdade, um colega de trabalho ou um cliente. Porque o medo? Porque fugir de algo tão simples e que pode trazer tantos resultados? Chega de temer essa missão! Hoje vamos listar estratégias para fazer com que seu cliente leia seu e-mail!

A comunicação é um dos pontos mais importantes para o processo comercial. Quando você consegue passar seu recado e seu cliente consegue captá-lo o sucesso é garantido! Como um bom e-mail pode te ajudar no processo comunicativo?

Um dos meios de contato de mais fácil acesso é o e-mail. Você consegue encontrá-lo com mais facilidade do que qualquer outro contato. E você DEVE usar esse fator a seu favor!

Um e-mail bem elaborado pode te trazer muitos frutos. Agora a pergunta é: Como elaborar um bom e-mail? Como fazer com que meu cliente abra, leia e responda meus e-mails?

Bom, vamos dividir esse artigo em partes com o intuito de facilitar a didática: A elaboração do e-mail (com um bom assunto e corpo), dicas para organização e programação de rotina de e-mail: 

O conteúdo do seu e-mail:

Você deve estar se perguntando o porquê começar pelo corpo do texto. A maioria dos “como fazer um bom e-mail" começam com o assunto. Vamos tratar inicialmente do corpo do seu texto, pois o assunto vai sintetizar a ideia dele e não faria sentido elaborar uma sintetização sem o texto pronto!

Seu cliente recebe e-mails 24 hrs por dia, então seu conteúdo precisa ser matador. Você precisa prender a atenção e trazer o cliente para seu “call to action”!

Existem pontos essenciais para a elaboração de um bom texto de e-mail. São eles:

. A adequação da linguagem:

Para elaborar um texto que seu cliente lerá até o final e te responderá com um belo “quero comprar!”, você precisa entender bem a linguagem do nicho. Como estamos tratando de escritórios contábeis, seu cliente pode ser desde alguém conhecedor de uma linguagem culta até alguém que não se importa com a as normas padrões. Então para essa adequação você precisa conhecer seus clientes (comunicando-se).

Evite e-mails gigantescos:

Seu cliente tem uma rotina muito corrida. Minutos que ele perdeu lendo um e-mail de três páginas não serão devolvidos a sua vida. Então, preocupe-se com esse ponto! Seu cliente precisa te amar e não te odiar. Seja breve, diga aquilo que precisa ser dito (sem enrolação).

. Cuidado com o visual:

Existe aquele ditado que nos ensina que não devemos julgar um livro pela capa. Esqueça! Seu cliente vai julgar o visual do seu e-mail! Esse ponto conta muito para o resultado final. 

Você precisa facilitar a leitura e a compreensão. Seu texto não pode ser uma poluição visual. Topicalize, quebre informações em blocos!  Não deixe de organizar por prioridades também, se preciso, pode até numerar cada uma delas. Seu cliente vai ter muito mais gosto em ler o que você tem a dizer! Ah, tome cuidado com a pontuação e a formatação. Textos com exclamações demais, partes desformatadas, falta de vírgulas vão cansar os olhos do leitor e ele vai pular para o próximo e-mail sem pena. 

agora que você já tem o corpo do texto, vamos para aquilo que vai decidir se seu cliente lê ou não:  O ASSUNTO.

O Assunto:

Esse é o ponto chave para um bom e-mail! Nessa parte seu cliente decide se vai ler ou arrastar para a lixeira. Então certas preocupações são essências!

Precisa ser curto!

O assunto deve ter até no máximo 60 caracteres. Esse é o momento de objetividade e sintetização. Não enrole, seja sucinto! Uma boa forma de não enrolar é estudar bastante seu corpo de texto e pensar no que ele vai agregar a quem lê.

. Preocupe-se com o processo de storytelling na produção do assunto:

Você precisa contar uma história! O assunto precisa de um “personagem principal” (pode ser seu cliente, seu produto, etc); um vilão (o problema que ele pode enfrentar, uma dor); local e tempo do acontecimento. Essa estratégia tem o objetivo de chamar atenção do seu cliente, então abuse da criatividade e de ideias chamativas. MAS, tome cuidado para que não caia no próximo ponto.​​

Tome cuidado para que seu e-mail não caia na caixa de SPAM:

Esse é um problema que atinge muitos: Você produz um e-mail MATADOR, com um baita conteúdo e ele viaja diretamente para a caixa de SPAM (é de roer as unhas e partir o coração). Aí vão algumas dicas para que você evite essa grande tragédia:

Não use palavras em “Caps”! 

Sem “call to action” no assunto! 

Sem exclamação!!! 

Não use palavras com propostas duvidosas 

Evite: “Ganhe dinheiro sem trabalhar, etc...”

Com um pouco de bom senso e estratégia seu e-mail vai ser aberto e seu cliente vai dar a resposta que você QUER!  

Bom, agora que temos nosso e-mail pronto precisamos elaborar uma frequência. Só um e-mail não garante sua venda, ou o sucesso no contato. Como eu disse, empresários recebem e-mails 24 horas por dia. Precisamos aumentar ainda mais nossas chances de abertura e respostas! 

 Programar uma rotina de e-mails e organizar-se são garantias de sucesso! Mas como fazer bem essas duas coisas? Vou te dar mais algumas dicas:

Como me organizar?


. Mantenha sempre sua caixa de e-mails sempre limpa (obviamente lendo cada um dos recebidos):

Lembre-se de arquivar os importantes e apagar os inúteis. Isso vai facilitar o controle de respostas e sua metrificação das mesmas.

. Defina certas prioridades de resposta e leitura:

Siga uma ordem de abertura de e-mails e tenha uma caixa de entrada sempre limpa e impecável. 

Separe um tempo para a análise e leitura da sua caixa: 

Você não pode trabalhar só com os e-mails. Então organize seu dia e reserve um momento para esse trabalho (vale até contratar um funcionário atento para essa missão).

Agora pode vir uma pergunta:  

“Sou muito desorganizado, como posso ter uma rotina de e-mails?”

Abuse da tecnologia!  

Existem milhares de ferramentas que podem facilitar sua vida e seu trabalho na organização da sua rotina de e-mails. Exemplos são certas extensões do seu navegador que podem praticamente trabalhar para você! 

Exemplos são o boomerang e o mailtrack , que podem salvar sua pele! 

. O boomerang 

Boomerang te ajuda na organização de envio dos seus e-mails de follow up. Ele pode lembrar seu cliente sobre alguma coisa, entre outras ações por e-mail que podem ser agendadas. Outra ótima função é a criação de e-mails automáticos a ser enviados depois de um tempo determinado, além de servir como uma ferramenta de lembretes. O plugin pode ser instalado no Gmail e é uma "mão na roda" pra quem não consegue se adaptar ao formato “agenda”!

. O mailtrack:

Essa ferramenta vai te notificar sempre que alguém abrir ou tomar alguma ação com seu e-mail. A extensão do G-mail te ajuda a pegar o seu cliente com a mão na massa. Assim, você pode saber se seu cliente te ignorou, se leu seu e-mail, etc. 

Viu só? Além de criar um bom e-mail, você consegue criar uma rotina matadora de produção, respostas e follow ups com seus clientes! 

Conclusão

Gostou das dicas? Não perca tempo! Comece agora mesmo a colocar em prática. Empresários funcionam muito bem por e-mail. Vale até usar aquela ligação para lembrá-lo; “Já leu aquele e-mail?” 

Seja um vendedor nota mil, se destaque em todos os aspectos comunicativostenha sucesso em seu escritório! 


Kadu

Especialista em Marketing de Conteúdos, SEO e redação. Apaixonado por música, pela Contabilidade e por um mundo melhor. Ativo na luta contra todas as chatices da vida. Contato: [email protected]

>