03 ERROS que você NÃO deve cometer ao Vender

Publicado por Kadu em

Uma das frases clássicas das atualidades é: TODOS somos vendedores! E ela é VERDADE!

Porém, por ser algo tão comum e natural, associamos o processo do comercial, como sorte, dom e talento.

E quando não é visto desse jeito, é enxergado com um grande desdém. Do tipo, não sabe o que fazer? Virá vendedor!

E não é assim! Vender é complexo e extremamente suscetível à erros, exatamente, por lidar com a tomada de decisão de outras pessoas!

E é isso que torna tudo tão interessante e tão complicado!

Por isso, hoje iremos tratar sobre 03 ERROS que você NÃO deve cometer e o que podemos extrair de bom deles!

1º) Preço x Valor

Se engana quem pensa que não é necessário conhecer 100% o seu produto e serviço, que basta consultar um colega e/ou o sistema.

Quantas vezes você já foi até a loja - em diversos casos já tendo até pesquisado sobre o produto - e foi tirar uma dúvida com o vendedor e ele não sabia lhe informar.

Como você se sentiu? O que achou desse vendedor? O que isso lhe faz pensar sobre a empresa?

Não posso dizer por todos, mas a impressão que me passou foi péssima.

Vivemos em um momento, aonde as pessoas tem muito mais acesso às informações dos produtos, benefícios e malefícios de um serviço.

E a ida às lojas tem como objetivo, em muitos dos casos, ver o produto, conversar com quem tem contato com clientes e usuários.

Espera-se que o vendedor seja essa pessoa! E se não for, isso retarda o processo de venda.

Qual o papel do vendedor, então, se não vender?

Vender não é persuadir é, em palavras bonitas, vender o que o produto representa, é dar valor ao que se vende.

Você não vende um carro, você vende a experiência que o seu cliente poderá ter com ele, a liberdade, a independência, os lugares que ele consegue ir, porque ele terá um carro, a economia de tempo, o conforto de não ter de pegar ônibus!! TANTAS COISAS!

Assim como, quando se trata de serviços, você vende a solução do problema! Então, você não oferta uma consultoria, você oferta o crescimento do lucro, a diminuição dos custos e despesas, o aumento da margem de contribuição!

Não basta fazer mais do mesmo! Tem de pensar diferente!

Um pensamento muito básico: se você fosse seu próprio cliente, você compraria o que você vende? Se NÃO, precisamos MUDAR!

Você vende o seu produto e serviço baseado na estratégia de preço? Se SIM, precisamos MUDAR!

2º) Conheça e se comprometa com o seu cliente

Não conhecer a quem destinamos não é um problema só da área comercial, mas de toda a empresa e comum no nosso dia a dia, fora até da esfera empresarial.

Quem não conhece, se aproxima e prospecta de pessoas que não se tornarão seus clientes, que não irão comprar de você e o mais importante, que não irão se fidelizar! (cliente bom, é cliente fiel!)

Ao falarmos de conhecer seu cliente, a ponta começa no seu marketing, em como ocorre a sua chegada de clientes.

Se você não tem estratégias e os seus novos consumidores chegam por meio de indicação, ÓTIMO! Espero que continue assim e que consiga indicações suficientes para o crescimento do seu empreendimento!

No entanto, a realidade é outra para as demais empresas!

E se torna necessário a adoção de estratégias de marketing para que tenhamos a conversão de futuros clientes para, de fato, consumidores.

E eis que começa a importância de conhecer TUDO sobre ele, como ele se comporta, tangenciando, principalmente, dentro do seu nicho de mercado!

Conhecer quem ele é, qual a forma que se comunica, quais são seus sonhos e dificuldades!

É sobre isso que você tem de conversar com ele e relacionar com o que você pretende que ele compre!

E isso faz total sentido para que mesmo que a compra não aconteça, ele sinta que ali ele se sentiu representado, que a sua empresa o compreende e sabe do que ele precisa.

Com toda certeza, a lembrança será positiva!

Sob a outra parte que eu disse sobre esse tópico, está relacionado à você ter compromisso!

O óbvio precisa ser dito e, nesse caso, ser reforçado!

Pontualidade, cortesia, educação, são virtudes que sobram em alguns empreendimentos e parecem faltar em outros.

Não interessa se o seu público é classe A, B, C ou Z!

Tudo gira em torno da experiência que o seu cliente teve dentro da sua loja, da sua empresa, do atendimento no telefone, no e-mail!!

3º) CULTIVE um processo EFICIENTE! 

Por último, mas de modo algum, menos importante, tenha um processo que assegure a qualidade!

Se você não possui uma equipe de vendas, não pense que isso não se adequa para você!

SE ADEQUA SIM!

Você que é “sozinho”, precisa saber como a sua rotina funcionará para dar conta de fazer tudo com excelência.

O objetivo é entender: dado a sua proposta, o que funciona e garantir que isso aconteça SEMPRE!

Ou seja, se estivermos falando da venda de um projeto arquitetônico, por exemplo, em quanto tempo o cliente haverá um retorno com o primeiro esboço? Como funciona a comunicação com ele, a forma de apresentação e é importante que isso exista dentro da sua rotina! Não apenas para o seu cliente, mas no seu dia a dia!

Não precisa ser burocrático, precisa ter bom atendimento, ou seja, bons hábitos!

Conclusão

Vendas é sobre RELACIONAMENTO e COMUNICAÇÃO!

Seja você grande ou pequeno, o setor comercial é o que movimenta e, de certa forma, garante  parte do seu crescimento!

Portanto é fundamental que você CONHEÇA a sua persona, o seu comprador, para que você adeque a sua linguagem e saiba apresentar o que SOLUCIONARÁ as suas dores, os seus problemas!

Você não vende um produto, você vende solução e experiência, sempre alinhada com um processo que ficará claro para o seu consumidor, junto à um momento único de bom atendimento, de vendedores atenciosos e empáticos!

Se você não se importar, haverá alguém que se importe!

E por mais que o seu preço seja mais baixo, o que ficará na memória dele, será o quanto ele se conectou com quem o atendeu.


Kadu

Especialista em Marketing de Conteúdos, SEO e redação. Apaixonado por música, pela Contabilidade e por um mundo melhor. Ativo na luta contra todas as chatices da vida.

  • […] De todo modo, você não está errado ao pensar em prospecção e no aumento das vendas. […]

  • >