Contador: o cara mais calejado e o mais incrível desse mundo

22 de novembro de 2017

Não sei como foi o processo de atribuir ao contador a responsabilidade de ser o “calculador” e o “entregador” de todas as obrigações acessórias das empresas no Brasil.

Só sei que isso dá um trabalho da p*rra e quando parece que tá tudo resolvido, tudo dominado… vem uma lei, uma instrução normativa, uma MP e PAAAHH!!!! MUDA TUDO!

E lá vai o contador estudar, pesquisar, se informar… vai na Receita Federal tirar dúvidas e volta com mais dúvidas ainda.

É frequentemente mal atendido nos órgãos públicos, muitas vezes por pessoas que não tem o mínimo embasamento técnico para prestar qualquer esclarecimento.


O contador é um cara calejado.

Contador tem que enviar guia e folha pro cliente… mas ninguém gosta de receber conta pra pagar!!

Contador carrega nas costas uma responsabilidade civil que nenhum valor de honorários nesse mundo consegue cobrir!

Contador é muitas vezes visto como um mal necessário pelas empresas.

Contador tem uma imagem de ser um profissional atrasado, retrógrado. Chato!

É possível mudar essa imagem?

É possível conseguir ser mais valorizado?

Fácil, não é… mas é possível.

Ao longo desses últimos anos, tive contato com os contadores mais bem sucedidos do Brasil. Donos de grandes escritórios de contabilidade.

Também tive contato com contadores no início da carreira, mas com ideias disruptivas e uma vontade sobrenatural de vencer, de serem melhores.

E o que eles tem em comum? O que o contador mais bem sucedido do Brasil tem em comum com o contador que acabou de abrir o seu escritório e está cheio de ideias?

É A CAPACIDADE DE SE ADAPTAR ÀS MUDANÇAS!!

O mercado contábil está mudando. Já mudou!! E quem se adapta a esse novo mundo, vence!!

Pela primeira vez na história, eu consigo enxergar um futuro extremamente promissor para o contador.

Pela primeira vez, eu vejo um mercado inteiro se movimentar para produzir tecnologias que permitem ao contador automatizar os processos internos. Aqueles processos que não geram valor.

Pela primeira vez, eu vejo uma geração única de contadores que querem entregar algo a mais para seus clientes, além de guia e folha.

Tecnologias e automatização de processos estão permitindo que o contador tenha mais tempo para se dedicar ao seu cliente.

E o contador que percebe isso, deixa de estudar só legislação. Passa a estudar sobre gestão, sobre controladoria, sobre finanças. Meu Deus, como cabe coisa na cabeça desse cara!!!!!

83% da leitura concluída

Por isso, meu amigo contador: vá em frente. Encare esse mundo de novas tecnologias. Se alie a elas. Se permita a ser mais e melhor.

Quem consegue encarar o sistema tributário brasileiro, consegue QUALQUER COISA NESSE MUNDO!!!

Bem-vindos à era do contador consultor gerencial.

Nós vamos arrasar!!!!!!!! 😉

Gostou? Se quiser mais conteúdos legais, visite minha página no Facebook Contabilidade Sem Chatice e também meu Canal no Youtube.

Lá eu compartilho vídeos e outros conteúdos sobre a arte de ser empresário contábil, mas com uma linguagem leve e descontraída!

Um abraço e até a próxima!

Fernanda Rocha
Fundadora do Nucont e do Movimento Contabilidade Sem Chatice
Esposa do Luis, mãe do Filipe e de dois labradores, Bob e Backer.
Fã de U2 e de Metallica.
Como empresária contábil eu já estive no fundo do poço, a ponto de largar tudo. Até que através da contabilidade consultiva achei uma maneira de entregar mais valor para as empresas e com isso fui mais valorizada.
Hoje tenho como missão de vida replicar para outros contadores tudo o que eu aprendi nessa jornada e garantir que o contador deixe para sempre de ser o mal necessário das empresas.

Leave a comment:


O Movimento Contabilidade Sem Chatice se tornou uma grande concentração de contadores do Brasil inteiro que se ajudam mutualmente.

Seja um Contador inconformado! 
Faça a Diferença!

angle-down