3 Dicas de Como Fazer Seu Cliente Gostar Mais de Você!

22 de novembro de 2017

Sabe aquela história que o contador é o mal necessário das empresas? Pois é, isso é um fardo que temos que carregar por sermos quase sempre os portadores das más notícias.

Nossa relação com o cliente já começa ruim quando dizemos que ele terá que gastar uma grana danada pra abrir uma empresa, que ele será enquadrado em um dos 3 tipos de tributação existentes e ainda teremos que explicar pra esse cara como funciona a Substituição Tributária!! Putz.

E essa relação vai se deteriorando, quando na medida do tempo, ele recebe de você apenas conta pra pagar: guia, folha, honorários! Triste.

Mas acalme-se! Nem tudo está perdido! Mesmo que o nosso trabalho ainda esteja atrelado a essas burocracias e coisas chatas, existem atitudes que podemos ter para melhorar essa relação. Nesse artigo, vou dar 3 dicas.

1. Fale na linguagem do seu cliente

Não tem nada mais irritante do que você tentar interpretar um texto que você não entende bolhufas do que está escrito, não é? Sabe aquela lei que você precisa ler o mesmo parágrafo 40 vezes para entender o que esse legislador desocupado escreveu?

Pois é, seu cliente pensa o mesmo. Não adianta você pegar um trecho de uma lei e jogar no e-mail pro camarada ler, muito menos usar termos técnicos e palavras impronunciáveis e achar que está abafando (porque você pensa que assim seu cliente vai te achar super inteligente), pois os tempos mudaram, meu caro.

Ok, temos sim empresários ultra formais, pomposos, engravatados, galãs. E falar difícil pode ser bem visto por eles, sim. Porém, estamos diante de uma nova geração de empresários (Geração Y e final da Geração X ) que não veem isso como um diferencial. Tudo o que querem é ter uma comunicação fluida, fácil, rápida!

Deixa eu dar um exemplo:

Ao invés de: “Cliente, de acordo com seu faturamento acumulado dos últimos 12 meses, sua faixa do Simples Nacional sofreu variação e você agora está enquadrado na 4ª faixa do Anexo III”.

Substitua por:

“Caro cliente, sua empresa está crescendo e estou super feliz com isso! Que incrível o trabalho que você e sua equipe tem feito! Agora seu imposto terá um acréscimo de 2,8% sobre o faturamento, mas isso não é nada perto dos 15% que a sua empresa cresceu nos últimos 12 meses. Estamos acompanhando tudo de perto, fique tranquilo!”

Matou a charada? Transforme uma notícia ruim em algo bom!!!

Outra coisa: se comunique de forma pessoal, em primeira pessoa, colocando emoção na sua fala ou na sua escrita. E-mails institucionais, que no final são assinados por uma “entidade”, tem se mostrado cada vez menos eficazes. Isso vale pra sua equipe também.

2. Esteja próximo do seu cliente

Sabe quando você manda um calendário pro seu cliente no final do ano de brinde? Então, não é disso que estou falando. E também não estou falando de estar próximo fisicamente.

Esse item está muito mais relacionado com o fato de você estar disponível para seu cliente, de forma que seja fácil conversar com você ou com sua equipe.

Não quero dizer que você tem que ficar por conta, mas sim criar meios para deixar esse relacionamento mais humanizado e menos burocrático e engessado.

    Feedback sobre o serviço executado é uma das coisas mais valiosas que você         pode obter do seu cliente. E isso só vai acontecer de forma franca e tranquila se ele se conectar com você e com sua equipe de uma maneira que ele se sinta confortável.

Já foi no Outback? Se já, deve ter reparado que o tempo inteiro eles estão perguntando se está tudo bem, se o atendimento está bom, se o ponto da carne veio do jeito que você pediu, se tem algo que eles possam melhorar.

Às vezes temos medo de pedir feedback dos nossos clientes, com receio de só ouvir críticas. É claro, ninguém gosta de ser criticado. Por outro lado, é melhor ouvir uma crítica agora e tentar melhorar, do que apenas receber um comunicado de desligamento.

Resumindo: não fuja do problema, corra para ele.

3. Entregue resultado para seu cliente

Contabilidade é quase 100% das vezes vista como um custo pelas empresas. Isso porque parece difícil transformar um serviço burocrático e chato em algo cool que o cliente enxerga como um super investimento. Mas eu disse que parece difícil.

Vamos fazer um exercício aqui de escola?

Complete a frase:

Contabilidade é uma ferramenta de tomada de ___________.

E não é por acaso. É da contabilidade que extraímos as informações mais valiosas de uma empresa. Prazos médios, ciclo financeiro, EBITDA, EVA, índices de liquidez, capital de giro… são apenas alguns dos indicadores gerenciais que, quando bem analisados, são capazes de mostrar uma direção para qual aquela empresa deve seguir.

Imagina você, contador, conseguir que seu cliente gere mais caixa após sugerir um ajuste no ciclo financeiro dele? Isso, meu caro, é entregar resultado.

E se eu disser pra você que é fácil fazer isso? Aliás, é fácil, colorido, intuitivo, super maneiro.

Te apresento, então, o Nucont:

Dashboard de Resumo do Nucont

Olhe essa imagem. Vê ali uma lucratividade de 36,46% à esquerda e uma variação de caixa negativa de R$ 147 mil à direita? O que significa isso? Que talvez a empresa teve um lucro contábil, mas não financeiro. E por que isso aconteceu? Como corrigir?

São essas as respostas que você, com a ajuda do Nucont, irá junto com o seu cliente descobrir, orientá-lo na sua tomada de decisão (que, a propósito, é a resposta da frase lá em cima) e finalmente construir um relacionamento pautado no apoio gerencial.

Não estou aqui nesse artigo vendendo o peixe do Nucont (estou um pouquinho, sim), mas não é nessa conclusão final que eu quero que você chegue.

Com Nucont, sem Nucont, com uma planilha de Excel que seja (que você pode baixar aqui), o que importa é que você entregue resultados mensuráveis para seu cliente, para que assim ele consiga, de fato, ganhar $$$ ou economizar $$$ com o fruto do seu trabalho.

Feito isso, eu te garanto: seu cliente vai te amar. Mais que isso, vai te entregar resultados também, seja te indicando pros amigos dele empresários ou até te convidando para palestrar num evento!

Agora, levante o bumbum da cadeira e vá à luta!

Um abraço e até a próxima!

Gostou? Se quiser mais conteúdos legais, visite minha página no Facebook Contabilidade Sem Chatice e também meu Canal no Youtube.

Lá eu compartilho vídeos e outros conteúdos sobre empreendedorismo contábil, de um jeito que você nunca viu.

Beijos!

Fernanda Rocha
Fundadora do Nucont e do Movimento Contabilidade Sem Chatice
Esposa do Luis, mãe do Filipe e de dois labradores, Bob e Backer.
Fã de U2 e de Metallica.
Como empresária contábil eu já estive no fundo do poço, a ponto de largar tudo. Até que através da contabilidade consultiva achei uma maneira de entregar mais valor para as empresas e com isso fui mais valorizada.
Hoje tenho como missão de vida replicar para outros contadores tudo o que eu aprendi nessa jornada e garantir que o contador deixe para sempre de ser o mal necessário das empresas.


>